domingo, 8 de abril de 2012

♥ Segundo Capitulo ♥

Já era tarde quando Vanessa acordou, olhou o relógio e já marcavam as 11 da manha, levantou-se com calma, espreguiçou-se e seguiu para a casa de banho onde tomou um banho de agua norma para acordar, vestiu um moleton branco e secou os seus cabelos negros e longos. Desceu para a cozinha, preparou o seu pequeno almoço e só ao toma-lo se deu conta que não tinha ouvida Lily chegar, caminhou devagar ate ao quarto da amiga e bater na porta, três batidas e nada, decidiu entrar á mesma e assustou-se quando viu o quarto exactamente da mesma forma que Lily o tinha deixado antes de sair de casa. Ficou preocupada, Lily nunca ficava a dormir na casa dos seus "amigos", dizia que isso significava compromisso. Correu para o seu quarto, discou o numero de Lily e esperou-a atender.

Zac ainda se lembrava da maravilhosa noite que tivera com Lily, ficou admirado consigo mesmo por ter ido pra cama com uma mulher que nem á um dia conhecia. Estava admirado, porem não arrependido, tinha sido uma noite em tanto, como já á muito não tinha uma. Quando acordou Lily ainda dormia, agarrada á sua cintura e com a cabeça no seu abdómen, não se cansava de a admirar, ela era tão linda, tão ... tão ... Zac nem sabia o que dizer achava Lily linda e isso bastava, voltou a deitar a cabeça na almofada e sem entender bem o porquê aquele cheiro a morangos e chocolate veio-lhe ao nariz, um sorriso involuntário formou-se nos seus lábios, tentava imaginar a figura que teria a mulher que usava aquele perfume, devia ser simpática, delicada e sem sombra de duvidas cheirosa, mais cheirosa que um rosal. Os seus pensamentos foram interrompidos pelo barulho do toque telemóvel, não era o seu, só podia ser o de Lily, sem fazer movimentos bruscos, para não acordar Lily, levantou-se da cama e atendeu o telemóvel, esperava que Lily não ficasse chateada ...
Zac : estou. -disse com a sua voz rouca habitual-

Tocava, Tocava e nada, era escusado Lily não atendida, porem Vanessa não iria desistir, continuou a ligar ate que finalmente atenderam. O seu corpo estremeceu quando ouviu aquela voz, era ele, só podia ser, só aquela voz tinha aquele efeito sobre Vanessa, só podia ser o "amigo de Lily" a atender o telefonema.
Zac : esta ai alguém? -perguntou com aquela voz rouca, perfeita que fazia Vanessa arrepiar-se da cabeça aos pés-
Vanessa : será que eu posso falar com a Lily? -perguntou tentando não demonstrar a sua respiração descompensada ao ouvir aquela voz-
Zac : ela esta a dormir. -disse ao ouvir aquela voz de anjo do outro lado da linha, quem seria a dona daquela voz? Será que seria também a dona daquele cheiro maravilhoso que tinha ficado com Zac? Perguntava-se-
Vanessa : quando ela acordar diga-lhe que a Vanessa ligou e que esta preocupada com ela, claro se não for incomodo. -disse sentindo-se profundamente envergonhada-
Zac : pode ficar descansada. -disse querendo perguntar qual o fragrância do seu perfume, não entendia mas de um momento para o outro queria descobrir a portadora daquele cheiro delicioso e agora também a dona daquela voz de anjo-
Vanessa : obrigado e peço desculpa se o acordei. -disse sem jeito-
Zac : não tem de quê. -disse a sorrir, imaginava que naquele momento a mulher com voz de anjo estaria com as bochechas vermelhas-
Vanessa : tenha um bom dia. -disse antes de desligar-
Zac : a senhora também. -fim de chamada. Zac sentou-se num dos sofás que tinha no quarto, ainda com o telemóvel na mão, tentava imaginar o rosto daquela mulher com voz de anjo. Será que estava a ficar louco? De um momento para o outro queria descobrir todas as mulheres que passavam por si, primeiro a mulher que usava um perfume cuja fragrância era de morangos e chocolate, e agora uma mulher que tem voz de anjo! Isto definitivamente não é normal.-
Despertou dos seus pensamentos quando Lily começou a acordar, aproximou-se dele e começou a beijar-lhe o pescoço ...
Lily : se for para acordar sempre assim passo a dormir aqui todos os dias. -disse a sorrir- bom dia! -disse ao depositar um pequeno beijo nos lábios de Zac-
Zac : bom dia. -disse ao aprofundar o beijo- eu não sei se tu trabalhas, mas eu trabalho e tenho uma empresa para gerir, -disse ao abraçar Lily- portanto sugiro que te comeces a vestir. Pela primeira vez em quatro anos eu vou chegar atrasado ao trabalho.
Lily : essa foi sem duvida a maneira mais criativa que eu alguma vez ouvi para me mandarem embora depois de uma noite de sexo. -disse a rir-
Zac : isso faz-me pensar que tu fazes este tipo de coisas muitas vezes. -disse sem gostar muito da ideia-
Lily : foi só uma maneira de falar giraço. -disse ao tentar desculpasse, Zac não era como os seus "amigos", era diferente, de uma boa maneira, mas ainda assim diferente-
Zac : se quiseres podes tomar um banho, a casa de banho é naquela porta -disse ao apontar com o dedo- enquanto isso eu vou preparar alguma coisa para o pequeno almoço, não te vou deixar sair daqui sem comeres alguma coisa.
Lily : eu não vou demorar, só vou tomar um duche para ver se acordo. Eu desço já. -posto isto Zac beijou Lily e saiu do quarto.-
Assim que Zac saiu do quarto Lily deitou-se novamente na cama, de barriga para cima, olhos bem abertos e um sorriso bobo na cara. Tinha sido sem sombras para duvidas a melhor noite da sua vida, abraçou a almofada de Zac, o perfume dele era tão bom! Levantou-se com o lençol enrolado no seu corpo e seguiu para a casa de banho, prendeu o cabelo e tomou um duche.

Vanessa ainda se encontrava estática, estava sentada na cama, com o telemóvel nas mãos e os olhos mais abertos dos que os de uma coruja, outra vez, tinha ouvido outra vez aquela voz. Seria aquilo normal? Seria normal sentir calafrios sempre que ouvia aquela voz rouca a perfeita? Estava mais calma que á minutos atrás, sabia que Lily estava bem e isso deixava-a mais descansada, tinha passado a noite com o homem da voz poderosa, isso só poderia querer dizer uma coisa, Lily estava a começar a gostar daquele homem, nunca antes ela tinha dormido na casa de um dos seus "amigos", chegava tarde a casa mas nunca passava com eles uma noite inteira.
De um momento para o outro Vanessa começou a sentir-se mal, seria normal sentir-se atraída pelo homem que nunca tinha visto? Seria normal sentir-se atraída por um homem que dele apenas conhecia a voz? Abanou a cabeça bruscamente e tratou de tirar todos aqueles pensamentos estranhos da sua cabeça, desceu para a cozinha e acabou de tomar o seu pequeno almoço, depois tratou de ligar a Brittany, uma colega de trabalho de Vanessa mas também uma grande amiga, que com o tempo se for tornando quase uma irmã, Brittany e Ashley são as melhores amigas de Vanessa, sempre que esta com problemas recorre a elas, e era isso que ia fazer ...
Vanessa : estou Britt, podes passar aqui em casa? -perguntou a fazer figas para que sim-
Brittany : se a desnaturada da Lily não estiver ai sim! -disse de raspão, Brittany não gostava de Lily, e muito menos das suas atitudes-
Vanessa : fica descansada, ela não esta cá, por algum motivo te liguei! -disse um pouco triste, não gostava quando as suas melhores amigas falavam mal de Lily, era verdade que as vezes ela era um pouco desnaturada, mas não o fazia por mal, era a sua maneira de ser. Ou pelo menos era isso que Vanessa pensava-
Brittany : estou ai em dez minutos, ate ja! -Brittany desligou o telemóvel e Vanessa tratou de arrumar a loiça do pequeno almoço antes de Brittany chegar-

Em 15 minutos Lily estava a descer as escadas da casa de Zac que davam acesso á sala, tinha os saltos numa das mãos e o cabelo estava preso num toco em cima da cabeça, sentou-se no sofá de corpo inteiro e esperou que Zac aparecesse, não demorou muito para ele aparecer na frente dela com uma bandeja com um belo pequeno almoço ...
Lily : é o que eu digo -disse a sorrir- se isto continuar assim eu fico aqui a dormir todas as noites! -disse ao dar um beijo a Zac assim que ele se sentou ao seu lado-
Zac : não é para tanto, é só um pequeno almoço simples e com as coisas essenciais para começarmos o dia. -disse ao dar uma mordida numa deliciosa fatia de bolo de chocolate-
Lily : ainda assim tenho de te agradecer por me teres deixado ficar aqui a dormir. -disse fingindo estar sem jeito-
Zac : depois daquilo que aconteceu mandar-te embora não era certo. -disse para desgosto de Lily-
Lily : então quer dizer que só me deixas-te ficar aqui porque mandar-me embora não era o certo? -perguntou com uma certa irritação-
Zac : não, claro que não! -disse de imediato- eu expressei-me mal -disse atrapalhado- o que eu queria dizer é que não te mandei embora porque quis que ficasses aqui comigo. -disse ao fazer-lhe um pequeno carinho no rosto- a nossa noite foi fantástica, eu era incapaz de te mandar embora, ainda mais as horas que eram. Eu gostei que ficasses aqui a dormir comigo.
Lily : eu também gostei de ficar aqui contigo. -disse ao abraçar o tronco de Zac- eu sei que pode ter parecido estranha a minha atitude contigo ontem, deves estar a achar que eu sou uma qualquer, -disse fingindo constrangimento- isto nunca me aconteceu, foi a primeira vez que eu fui pra cama com uma pessoa que mal conheço. -grande mentira, era sim a primeira vez, a primeira vez naquela semana que Lily ia pra cama com uma pessoa que mal conhecia- Eu não quero que penses mal de mim.
Zac : não te tens de preocupar com isso. -disse ao dar-lhe um pequeno beijo na testa- eu sei que tu não és dessas. -coitado do Zac, mal sabia onde se estava a meter-
Lily : ainda bem que pensas assim, eu estava com medo que pensasses mal de mim! -era realmente impressionante a forma como Lily conseguia enganar as pessoas, não era á toa que Brittany não ia com a cara dela, era das únicas pessoas que conhecia a verdadeira Lily-
Zac : é impossível uma pessoa pensar mal de ti, tu és a mulher mais espectacular que eu ja conheci e olha que só te conheço á um dia!
Lily : tu também és impressionante, o homem mais bonito que eu ja conheci e também o mais charmoso. -disse verdadeiramente encantada- tu és encantador Zac.
Zac : tu também minha linda, tu também!

Ja tinham passados 15 minutos, Vanessa ja tinha arrumado toda a sua loiça do pequeno almoço, finalmente a campainha tocou, Vanessa abriu e arrastou Brittany para o sofá ...
Brittany : deve ser mesmo importante o que tens para me dizer, para me teres arrastado desta maneira! -disse irónica-
Vanessa : cala-te e ouve. -disse stressada- tu algumas vez te sentiste atraída por um homem que não conheces?
Brittany : estas a perguntar-me se eu ja senti atracão por um homem que por exemplo apenas vi uma vez mas que nunca falei pessoalmente com ele? -perguntou sem entender a pergunta-
Vanessa : não! Estou a perguntar se tu ja te sentiste atraída por um homem que nem sequer viste!
Brittany : hã?! -perguntou sem entender- como é que tu queres sentir atracão por um homem se nem sequer o viste? -perguntou como se fosse óbvio-
Vanessa : sei la! -disse assustada- eu só sei que acho que estou atraída por um homem apenas por ter ouvido a voz dele! -Brittany não aguentou, teve de rir, aquela conversa parecia uma conversa de malucas- eu não vejo onde esta a graça! -disse chateada pela reacção da amiga-
Brittany : a graça esta no facto de tu te sentires atraída por um homem por causa da voz dele! -disse alto- isso não faz sentido!
Vanessa : eu sei que não faz sentido, mas sei la, sempre que eu oiço a voz dele sinto calafrios pelo corpo todo, sem falar dos meus cabelos que se arrepiam todos! -disse ao arrepiar-se ao lembrar da voz rouca do homem desconhecido-
Brittany : és a primeira pessoa que eu conheço a quem aconteceu isso, eu nunca vi ninguém sentir-se atraído por uma pessoa se nem sequer a viu! -disse surpreendida- tu sabes ao menos o nome dessa pessoa?
Vanessa : eu só sei que é o novo amigo da Lily, de resto não sei mais nada! -disse repreendendo-se mentalmente por sentir atracão por um dos "amigos" de Lily-
Brittany : o tal com quem ela passou a noite? -disse com cara de nojo-
Vanessa : esse mesmo, ontem quando eu o ouvi falar pensei que fosse enfartar na hora! -disse com uma cara hilaria- e hoje aconteceu exactamente o mesmo ao telemóvel!
Brittany : telemóvel?
Vanessa : sim, a Lily não dormiu em casa e isso não é normal, sempre que ela sai com os amigos dela ela volta para casa, nem que seja quase de manha, mas volta, desta vez ela não voltou e como eu estava preocupada decidi ligar-lhe e quem atendeu foi ele! -disse ao atirar uma das almofadas do sofá para o chão com força, não gostava de sentir aquilo-
Brittany : essa irritação toda é por a Lily não ter dormido em casa ou por ela ter passado a noite com o rapaz da voz atraente? -perguntou a brincar-
Vanessa : se não queres ajudar mais vale ficares calada! -disse emborrada- eu numa das piores situações da minha vida e tu a gozares com a minha cara! -disse fazendo cena-
Brittany : la estas tu a exagerar, eu não vejo mal nenhum em te sentires atraída por um homem! -disse relaxada-
Vanessa : eu também não veria se eu ja o tivesse viste pelo menos uma vez e se ele não fosse um dos "amigos" da Lily! -disse alto, num autentico pranto. Vanessa era calma mas quando estava nervosa desatava num pranto gigantesco-
Brittany : la estas tu a exagerar, dou-te um dia e nunca mais te lembras da voz dele! -disse sem dar importância-
Vanessa : espero que tenhas razão! -disse pensativa-
Brittany : vais ver que tenho, agora tenho que ir porque nem toda a gente tem a sorte de ter folga a um sábado! -disse ao atirar uma almofada a Vanessa-
Vanessa : um dia ainda vais conseguir! -disse irónica-
Brittany : vá, fica bem, qualquer coisa liga! -disse ao dar um beijo na testa de Vanessa-
Vanessa : queres que te leve á porta? -perguntou com preguiça-
Brittany : não, fica ai a curtir a tua folga que não é todos os dias, nem para todos! -disse com voz sofredora- beijos! -Brittany atirou beijos pro ar e saiu da casa de Vanessa-
Assim que Brittany saiu Vanessa deitou-se no sofa e ficou a pensar naquela conversa, esperava que Brittany tivesse razão e que em breve não se lembrasse mais daquela voz.

Depois de um pequeno almoço repleto de beijos e coisas boas Lily esperou Zac tomar banho e vestir-se, logo em seguida saíram da casa dele e seguiram para a de Lily. Lily despediu-se de Zac com um beijo e saiu do carro, Zac esperou Lily entrar no prédio e seguiu o seu caminho. Assim que Lily chegou a casa deparou-se com Vanessa a lambuzar-se com um sorvete de chocolate enquanto via um filme romântico, lágrimas caiam dos olhos da morena ...

Lily : não percebo como consegues gostar desses lamechismos todos! -disse enquanto de atirava para cima do sofá-
Vanessa : quanto tu te apaixonares vais perceber! -disse sem tirar os olhos da TV, Vanessa adorava um bom filme e quando passaram romances da TV ninguém a tirava do sofá, de um momento para o outro ja não se lembrava da voz e muito menos de Lily não ter dormido em casa. Vanessa era uma romântica incontestável-
Lily : talvez esse momento esteja mais perto do que aquilo que nos pensamos! -disse enquanto suspirava, agora sim Vanessa prestou atenção á amiga-
Vanessa : o que é que tu queres dizer com isso? -perguntou assustada-
Lily : eu tive a melhor noite da minha vida, ele é aquilo a que podemos chamar de perfeição em pessoa, o sonho de consumo de uma mulher, eu posso não o amar, eu não sinto amor, mas paixão concertesa! -disse nas nuvens- (Paixão é euforia, amor é calmaria. Paixão é rápida, amor é duradouro. Paixão é súbita, amor é progressivo. Paixão é agressiva, amor é delicado. Paixão é vendaval, amor é brisa. Paixão destrói, amor constrói. Paixão vinga, amor perdoa. Paixão é doença, amor é saúde. Paixão é dor, amor é alívio. Paixão é dúvida, amor é certeza. Paixão é loucura, amor é cura. O amor faz a gente querer ser mais, querer aprender mais para poder trocar com quem amamos novas lições de vida. O amor ajuda a superar dificuldades enquanto que a paixão cria obstáculos. A paixão é totalmente egocêntrica, passional, escandalosa. O amor é cuidadoso, atencioso e cúmplice. Ele nos faz acreditar que a felicidade não está nas mãos de outra pessoa e sim nas nossas mãos. Que só podemos ser felizes com alguém se conseguirmos ser felizes com nós mesmos. -- Aqui esta a diferente entre AMOR E PAIXÃO para quem tinha duvidas.)
Vanessa : tu estas a sentir paixão? -perguntou estupefacta-
Lily : estou, ele é tão perfeito, ele é aquilo que eu nunca acreditei que existisse! -disse alegre, Vanessa ainda não acreditava no que ouvia- ele é tão querido, simpático, educado ... ele é um verdadeiro príncipe! -disse nas nuvens-
Vanessa : eu fico feliz por ti. -disse um pouco triste, derrepente lembrou-se dos seus "sentimentos" pelo amigo com voz atraente de Lily. Lily estava a sentir paixão e da maneira que ela falava em breve o amor iria entrar naquela sequência- eu espero que ele sinta o mesmo! -disse sinceramente-
Lily : eu acho que ele sente, ele acordou-me com beijinhos no pescoço, eu nunca acordei assim, senti-me tão bem! -disse sinceramente- ele disse que eu fiquei a dormir em casa dele porque ele queria, porque ele queria que eu la ficasse, porque ele gostava de mim! Eu tenho a certeza que ele é um romântico incondicional, assim como tu, ele fez-me um pequeno almoço com tudo aquilo que eu tinha direito. Foi a melhor manha da minha vida! -disse ao dar um abraço apertado na amiga, Vanessa estava verdadeiramente feliz por Lily, apenas se sentia um pouco culpado pela atracão que sentia pela futuro namorado da sua amiga-
Depois de mais alguns minutos a falar com Vanessa sobre a "melhor noite da sua vida" Lily subiu para o quarto alegando que iria dormir, concertesa a noite tinha sido bastante agitada, pensou Vanessa enquanto via Lily subir as escadas aos suspiros, ela estava realmente a gostar daquele homem que Vanessa não sabia o nome.


Por hoje é tudo, acho que com este capitulo ficaram a saber mais sobre as personalidades da Vanessa e da Lily, neste capitulo entrou mais uma personagem na Historia, Brittany Snow, acho que todas a conhecem, espero que gostem e por favor comentem muito!!! AGRADEÇO ENCARECIDAMENTE A QUEM DIVULGOU O MEU BLOGUE, PROMETE EM BREVE FAZER UM POST A AGRADECER A TODOS ELES! No próximo capitulo prometo dar-vos a conhecer o ponto de vista de Zac sobre Lily.
Fiquem bem e ate ao próximo post, não que esqueçam de comentar! Beijos Lua 

5 comentários:

Edyh_2012 disse...

Fantastic...
Mas ate quando vai ficar Zaly (#naomeperguntedaondeeutireiisso...)
Aiiii to loca pro Zac e a Vany se conhecerem.
Posta logo Flor
Kiss

Bárbara Oliveira disse...

Muito bom, de verdade. Acho que o Zac apesar de gostar dela, por ser um romântico, nao gostou muito da atitude dela de no primeiro encontro dormir na casa dele. Não vejo a hora da mulher do perfume de morango com chocolate se encontrar com o homem da voz rouca e perfeita. rsrrsrsrsrs
Posta logo.
Bjinho!

Bárbara Oliveira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Evelly disse...

Que ódio dessa lily ela e um nojoooo
já nao gostava dela antes agora so piorou! amei amei ta demais sua fic
coitado do Zac esta sendo enganado por ela! adoro a Brittany que bom que ela entrou pode deixar que eu já divulguei amoo seu blog;
posta logo bjss

• Paula disse...

Nossa a fic tá incrivel!
Não conhecia a fic ainda, mas a partir de agora eu vou acompanhar sempre!
Amei os caps!
Posta logo
Bjos